Fique Ligado
img

Internet Segura e Cyberbullying – Conheça e saiba evitar

No último dia 8, foi comemorado o Dia Internacional da Internet Segura. A data visa mobilizar organizações sem fins lucrativos, órgãos governamentais, empresas privadas e a população em prol da missão de tornar a web um local mais saudável e seguro para todos — sobretudo para as crianças.

Além de abordar assuntos como segurança virtual (senhas e golpes), fake news, dentre outras coisas, a ocasião trata de algo muito sério: o cyberbullying.

O Cyberbullying, também conhecido como Bullying na Internet, se caracteriza por qualquer tipo de comportamento de agressão, ameaça, intimidação ou outra interação com o objetivo de causar dor, vergonha, medo e/ou desconforto.

Os professores Ariane e Robson estão trabalhando com as turmas do 7° e 8° anos na leitura do livro Veneno Digital. Além disso, estão com um projeto de criar um Instagram onde alunos irão disponbilizar dicas de estudos e coisas positivas, mostrando dessa forma como usar a plataforma para o bem.

      

 

Dentro dos meios utilizados para realizar cyberbullying, são exemplos as chamadas, mensagens escritas (sms, live messaging, correio eletrónico), mensagens de voz e/ou vídeo, comunicações em salas de chat, publicações em redes sociais, tentativas de sabotagem de redes e ou dispositivos, entre outros.

Em caso de bullying, seja com você ou algum amigo/colega, siga esse passo-a-passo para denunciar e encerrar esse ciclo.

#1: salve as evidências
• salve e-mails e tire print screen das telas onde existem comentários de assédio.
• imprima essas provas e também as guarde em outros dispositivos.

#2: denuncie na própria rede onde ocorreu o assédio
• você pode denunciar o assédio virtual na própria rede social. No Facebook e Instagram, por exemplo, existe a opção de denúncia do post ou do comentário – ela fica naqueles três pontinhos que aparecem ao lado direito de todas as publicações.
• você pode bloquear o assediador para que ele não interaja mais com você.

#3: procure a polícia
• você pode contar com a ajuda da polícia para investigar a natureza do cyberbullying e da Justiça para punir os responsáveis.
• depois de salvar as evidências e denunciar na própria rede, a dica é ir até uma delegacia da Polícia Civil (ou delegacias especializadas em crimes cibernéticos, caso existam na sua região) e fazer o registro da ocorrência. Leve as provas – como comentamos no passo #1.

#4: conte com serviços especiais de ajuda
• é possível buscar por ajuda e orientação em serviços especializados de combate ao bullying e cyberbullying.

Falar sobre o cyberbullying e combatê-lo é um dever de todos nós.